Presidente do Paraguai fará exames médicos no Brasil

Lugo finalizou em dezembro de 2010 os tratamentos de quimioterapia contra câncer linfático

EFE |

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, aproveitará uma pausa de cinco dias para viajar na madrugada deste domingo ao Brasil, onde se submeterá a novos exames médicos e desfrutará de um breve descanso. Lugo, que finalizou em dezembro os tratamentos de quimioterapia contra um câncer linfático diagnosticado em agosto, partirá neste domingo do aeroporto Silvio Pettirossi, nos arredores de Assunção, em um voo comercial às 5h hora local (6h de Brasília), informaram neste sábado à Agência Efe fontes da Presidência.

O governante irá para São Paulo, onde permanecerá do dia 23 ao dia 27 para visitar "pessoas amigas" e realizar "revisões médicas no hospital Sírio Libanês", detalharam as fontes. "Após estes exames já previstos no plano estabelecido pelos médicos a cargo do tratamento, o chefe de Estado retornará ao Paraguai para se reintegrar a suas tarefas normais", acrescentaram. Lugo, de 59 anos, expressou na véspera em breves declarações aos jornalistas que se sente cada vez melhor após o tratamento e que também aproveitará a viagem para ler e rezar.

Não descartou a possibilidade de visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que entregou o poder a sua sucessora, Dilma Rousseff, no dia 1º de janeiro. No entanto, o governante e ex-bispo católico informou que Lula havia pedido que o deixassem descansar durante janeiro e fevereiro, e anunciou que o ex-presidente foi convidado para fazer uma visita a Assunção em março.

Também pode se reunir em São Paulo com o teólogo brasileiro Leonardo Boff, um dos mais destacados representantes da "Teologia da Libertação", da qual Lugo é adepto. O presidente paraguaio recebeu alta sem restrições no início de dezembro após completar um período de seis sessões de quimioterapia contra a doença. O coordenador da equipe médica que atende o governante, Alfredo Boccia, reiterou na ocasião o desaparecimento completo dos linfomas depois do tratamento oncológico.

    Leia tudo sobre: iGlugoparaguaicâncertratamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG