Presidente do Paraguai antevê vitória eleitoral e ataca ex-bispo

ASSUNÇÃO (Reuters) - O presidente do Paraguai, Nicanor Duarte Frutos, qualificou na sexta-feira a oposição de retrógrada por ter um ex-bispo como candidato, mas afirmou que o seu Partido Colorado vai permanecer no poder. Ele contraria assim as pesquisas para a eleição presidencial de 20 de abril, que em geral apontam a vitória do ex-bispo Fernando Lugo, candidato da coalizão centro-esquerdista Aliança Patriótica para a Mudança.

Reuters |

Analistas dizem que o surgimento de um novato como Lugo contribui para que esta seja a eleição mais acirrada para o Partido Colorado desde a queda do ditador Alfredo Stroessner, em 1989.

Mas Duarte disse que é o seu partido que propõe a verdadeira mudança, ao apresentar pela primeira vez uma mulher como candidata, a ex-ministra da Educação Blanca Ovelar. 'Essa é a verdadeira alternância', afirmou.

'Enquanto isso, o partido da modernidade, o liberal, o partido da ilustração, volta 1.100 anos atrás, para a Baixa Idade Média, quando os sacerdotes e os monges tinham poder político', acrescentou ele a jornalistas.

Segundo pesquisa da empresa First Análisis y Estudios, publicado na sexta-feira pelo jornal ABC Color, Lugo lidera com 33,6 por cento, contra 27,4 por cento de Avelar. Não há segundo turno no Paraguai.

'Se estamos seis pontos abaixo segundo o ABC, então ganhamos. Blanca Ovelar vai ganhar por mais de 100 mil votos', previu Duarte.

(Reportagem de Mariel Cristaldo)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG