Presidente do Iraque anuncia chamada para que PKK renuncie às armas

Ancara, 17 mar (EFE).- O presidente do Iraque, o curdo Jalal Talabani, em visita à Turquia, anunciou hoje que, durante o mês de abril, haverá uma chamada ao ilegal Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK) para que renuncie às armas.

EFE |

No entanto, em entrevista exclusiva, publicada pelo jornal pró-governamental "Sabah", o presidente iraquiano não precisa quem fará esta chamada nem dá detalhes sobre a quem o PKK deveria entregar seu armamento.

Talabani se reuniu hoje, em Istambul, com o presidente turco, Abdullah Gül, e as emissoras locais informaram que os dois líderes analisaram "assuntos de segurança", como a presença do PKK no norte do Iraque.

O anúncio de Talabani coincide com declarações de Gül, que tinha dito na semana passada, durante uma visita ao Irã, que em breve aconteceriam "boas coisas" em relação ao conflito curdo.

O PKK iniciou sua resistência armada contra o Estado turco em 1984 para exigir mais direitos aos 12 milhões de curdos da Turquia.

EFE dt-jk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG