Presidente do Irã chega a Cuba fazendo 'V' da vitória

Havana é a 3ª escala de giro latino-americano de Ahmadinejad, que incluiu Caracas e Manágua e ocorre em meio a tensões com Ocidente

AFP |

O presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, chegou nesta quarta-feira a Cuba, terceira escala de seu giro latino-americano, fazendo um "V" da vitória com os dedos em meio a uma crescente tensão com o Ocidente por seu programa atômico, agravada pelo assassinato de um cientista nuclear iraniano nesta quarta-feira .

Na Venezuela: Líder do Irã diz que acusações sobre programa nuclear são 'piada'

Na Nicarágua: Ahmadinejad participa de posse de Ortega para segundo mandato

O avião de Ahmadinejad aterrissou no aeroporto internacional José Martí, da capital cubana, ao meio-dia (15h de Brasília) com mais de duas horas de atraso.

O presidente iraniano foi recebido no local pelo vice-presidente cubano, Estaban Lazo, a quem saudou com um abraço, e fez várias vezes um "V" da vitória com os dedos. Saiu do terminal aéreo em um automóvel oficial sem dar declarações à imprensa.

Ao descer do avião, o visitante foi cumprimentado por duas meninas vestidas com trajes típicos iranianos que lhe entregaram flores.

Ahmadinejad se reunirá com o presidente Raúl Castro e dará uma palestra na Universidade de Havana, segundo o programa oficial, mas meios de comunicação iranianos afirmaram que também está previsto um encontro com o líder histórico da ilha, Fidel Castro, de 85 anos, afastado do poder desde 2006 por problemas de saúde.

A tensão entre o Irã e o Ocidente aumentou ainda mais nesta quarta-feira após o assassinato do cientista nuclear iraniano Mostafa Ahmadi Roshan, após a explosão de uma bomba magnética colocada em seu automóvel a leste de Teerã. O atentado foi atribuído pelo governo iraniano aos EUA e a Israel.

Saiba mais: Ataque a bomba mata cientista nuclear do Irã, diz TV estatal

A Casa Branca negou qualquer envolvimento no incidente. Nas escalas anteriores de seu giro por quatro países latino-americanos, Ahmadinejad recebeu apoio para seu programa nuclear - que garante ter fins pacíficos - do presidente venezuelano Hugo Chávez, em Caracas, e do nicaraguense Daniel Ortega, em Manágua . Ahmadinejad viajará na quinta-feira pela manhã ao Equador, última etapa de sua viagem regional.

    Leia tudo sobre: irãahmadinejadprograma nuclearcubaraúl castrofidel castro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG