Presidente do Iêmen aponta para iminente fim de conflito com os huties

Cairo, 19 mar (EFE).- O presidente do Iêmen, Ali Abdala Saleh, apontou hoje para o iminente fim do conflito com os rebeldes xiitas do norte do país, segundo disse em entrevista ao canal de televisão Al Arabiya.

EFE |

"As medidas que o Governo está aplicando podem ser o sintoma do fim da guerra, não se trata de uma trégua temporária", segundo declarações de Saleh reproduzidas no site do canal de televisão e em referência ao recente cessar-fogo.

No dia 12 de fevereiro o Governo de Sana e os rebeldes huties assinaram um acordo para a cessação dos enfrentamentos entre ambas as partes no norte do país, perto da fronteira com a Arábia Saudita.

"Os huties entregaram a maioria dos centros de segurança que ocuparam, dentro da cadeia de iniciativas que expressam pela primeira vez a boa intenção das partes", acrescentou.

Saleh se mostrou confiante em que as últimas negociações com os rebeldes da província de Saada deem seus frutos e assinalou que "desta vez mostraram sua cooperação".

Os rebeldes xiitas libertaram há dois dias 178 soldados que haviam retido durante os confrontos contra o Exército na província nortista de Saada.

O presidente denunciou que "há países que apoiam os rebeldes em seu sonho de instaurar a monarquia", em referência à monarquia religiosa derrubada pela revolução de 1962.

O conflito armado entre os huties e o regime iemenita remonta a 2004 e desde então houve confrontos intermitentes entre ambos os grupos. EFE aj-jrg/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG