Presidente do Equador viaja ao Haiti com ajuda humanitária

Quito, 29 jan (EFE).- O presidente equatoriano e líder rotativo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Rafael Correa, viajou hoje ao Haiti com ajuda humanitária para os desabrigados do terremoto de 12 de janeiro passado.

EFE |

Correa viajou às 9h15 hora local (12h15 de Brasília) do aeroporto de Esmeraldas (noroeste) em um avião Hércules C-130 da Força Aérea Equatoriana com a terceira carga de ajuda humanitária que o Equador destina aos desabrigados do Haiti.

O presidente viajou acompanhado da ministra da Saúde, Caroline Chang, da secretária de Gestão de Riscos, Isabel Cornejo e de uma delegação de 20 pessoas formada por médicos, enfermeiros, especialistas em cirurgia plástica e vascular, emergência, tratamento intensivo e clínica, assim como especialistas em desastres naturais.

O coordenador-geral da Brigada Médica, Alex Camacho, disse ao jornal oficial digital "El ciudadano", da Secretaria de Comunicação, que a ação se centrará em fornecer atendimento médico, desde a área clínica até a cirúrgica, e apoio psicossocial. Além disso, também se pretende realizar uma análise sobre os impactos das emergências sanitárias.

A carga de ajuda consiste em cerca de 7,5 toneladas de provisões entre insumos, remédios, equipamento básico, de laboratório e alimentos.

Segundo a agenda oficial, a chegada de Correa ao aeroporto Toussaint Louverture da capital haitiana está prevista para as 16h30 de Brasília. Depois disso, serão realizadas algumas atividades, entre elas um sobrevoo por Porto Príncipe às 17h45 de Brasília, para se reunir depois, às 19h de Brasília, com o presidente do Haiti, René Préval.

Às 20h20 de Brasília, Correa visitará a Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah).

O presidente equatoriano pernoitará no Haiti e, no dia seguinte, viajará para República Dominicana onde se reunirá com seu colega, Leonel Fernández. EFE sm/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG