Presidente do Equador pede que as Farc abandonem as armas

O presidente do Equador, Rafael Correa, pediu à guerrilha colombiana das Farc que abandonem as armas e libertem todos os reféns em seu poder, além de iniciar conversações políticas e diplomáticas.

AFP |

"Que futuro tem uma guerrilha que combate um governo democrático, ao menos na aparência, e que não tem nenhum apoio popular no século XXI? Por favor, chega, deixem as armas, vamos ao diálogo político e diplomático para encontrar a paz. Já dissemos isso umas 500 vezes", declarou Correa ao canal Ecuavisa.

Ele insistiu em seu pedido às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que libertem sem qualquer tipo de condição todos os reféns e reiterou que não classificará o grupo de terrorista para não se envolver o conflito colombiano.

"Este conflito está desestabilizando toda a região, e, entre os seqüestrados, também há equatorianos", afirmou.

SP/ml/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG