Presidente do Equador diz que nunca conheceu um membro das Farc

Nações Unidas, 25 jun (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou hoje que nunca conheceu membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

O presidente reiterou que processará o "The Wall Street Journal" caso a acusação de que ele apoia o grupo publicada pelo jornal não seja provada.

"Se não houver uma resposta e um esclarecimento, processaremos o "Wall Street Journal". Já chega de manipulação e de mentiras", disse Correa hoje, durante uma entrevista coletiva depois de seu discurso feito na Assembleia Geral das Nações Unidas, que busca uma solução para a crise financeira global.

"Não se pode dizer uma barbaridade dessas. Nunca conheci ninguém das Farc em minha vida", afirmou o presidente equatoriano, que insistiu que, agora, o jornal que tem que provar que "o presidente Correa tem ou teve relação com as Farc". Caso contrário, o Equador aplicará ações jurídicas.

A jornalista Mary Anastasia O'Grady, publicou informações supostamente contida nos computadores de um membro do secretariado das Farc, que morreu em 2008 em território equatoriano.

No editorial, intitulado "Os amigos equatorianos das Farc", Mary afirmava que "o computador contém correspondências que detalham uma cômoda relação (das Farc) não só com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mas também com o presidente do Equador, Rafael Correa". EFE emm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG