Presidente do Equador chega ao Paraguai para visita de 2 dias

Assunção, 23 mar (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, chegou hoje ao Paraguai para uma visita oficial de dois dias, durante a qual assinará vários acordos de cooperação com o chefe de Estado paraguaio, Fernando Lugo.

EFE |

Correa, que chegou às 6h15 (7h15 de Brasília), 15 minutos antes da hora prevista, foi recebido no aeroporto pelo chanceler paraguaio, Alejandro Hamed.

Em uma breve declaração, o governante se mostrou honrado de se encontrar no Paraguai e afirmou que o objetivo de sua visita é "aprofundar a integração na América Latina, com esta nova direção (política) no Paraguai, Argentina, Equador, Bolívia, Venezuela, Nicarágua e El Salvador".

Esta é a primeira visita oficial de Correa ao Paraguai, após ele ter assistido à posse de Lugo, em 15 de agosto de 2008, junto com o presidente Inácio Lula da Silva e os governantes da Bolívia, Chile, Honduras, Uruguai e Venezuela.

No primeiro dia da visita, Correa deixará flores no Panteão dos Heróis, situado no centro da capital, antes de ir à sede do Governo para uma sessão de trabalho com Lugo.

Os dois chefes de Estado assinarão vários acordos de cooperação, incluindo um em matéria migratória, outro de recuperação de bens culturais e um documento vinculado a um programa de cooperação entre a Corporação de Promoção de Exportações e Investimentos (Corpei) do Equador e a Rede de Investimentos e Exportações (Rediex) do Paraguai.

Depois, Lugo e Correa trocarão condecorações.

O chefe de Estado do Equador irá depois ao edifício do Congresso para se reunir com as direções do Senado e da Câmara dos Deputados, e depois visitará os membros da Corte Suprema de Justiça.

À tarde, visitará o campus da Universidade Nacional de Assunção e se reunirá com a comunidade de cidadãos de seu país, e fechará a atividade do primeiro dia com uma conferência magistral.

Na terça-feira, Correa e Lugo irão a Encarnación, 370 quilômetros ao sul do país, para visitar as ruínas jesuíticas, declaradas Patrimônio Cultural da Humanidade.

Os dois líderes retornarão juntos a Assunção e o governante paraguaio se despedirá do visitante em um ato programado em um dos terminais do aeroporto internacional. EFE lb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG