Presidente do Egito confirma sua mediação no conflito na Faixa de Gaza

Berlim, 23 abr (EFE).- O presidente egípcio, Hosni Mubarak, confirmou hoje sua mediação para tentar colocar um fim nas hostilidades na Faixa de Gaza, mas disse que não espera resultados positivos imediatos após seus contatos com Israel e com o movimento islâmico Hamas.

EFE |

"Neste momento, está se falando de condições para falar de uma cessação da violência, e só posso dizer que estamos esperando a resposta das duas partes", declarou Mubarak, após se encontrar em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Mubarak reiterou que a paz entre Israel e os palestinos continua sendo uma prioridade na região e elogiou a iniciativa da Alemanha de realizar em junho, em Berlim, uma conferência ministerial de apoio às instituições palestinas.

Merkel espera que todos os ministros de Assuntos Exteriores árabes compareçam à conferência, "pois é muito importante que, entre todos, enviemos um sinal de apoio ao futuro Estado palestino".

O tema central da conferência, que continua sem data marcada por "problemas de agenda" de alguns dos ministros convidados, será o reforço das forças de segurança palestinas. EFE cv/wr/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG