Presidente do Conselho de Estado da Mauritânia convoca Parlamento

Nuakchott, 18 ago (EFE) - O presidente do Alto Conselho de Estado criado após o golpe de Estado de 6 de agosto, Mohammed Ould Abdelaziz, convocou hoje uma sessão extraordinária do Parlamento para 20 de agosto.

EFE |

A solicitação tinha sido apresentada em 15 de agosto por 71 dos 95 deputados da Assembléia Nacional, com o objetivo de escolher os membros do Alto Tribunal de Justiça que poderiam julgar o ex-presidente Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi e outros ministros pelos erros cometidos durante seu mandato.

O pedido, apresentado ao anterior Executivo em 29 de julho e que, na época, foi rejeitado, se justificava como sendo para debater a constituição de uma comissão parlamentar encarregada de investigar a gestão e os métodos de financiamento da fundação de caridade de Khatou Mint el-Boukhari, esposa de Abdallahi.

Segundo informou a agência mauritana de informação, na ordem do dia dessa sessão extraordinária será analisada a avaliação "da situação nascida do bloqueio institucional que levou à mudança de 6 de agosto".

Além disso, será debatida "a criação de uma comissão de controle parlamentar (por parte do Senado) sobre a gestão financeira e administrativa do Senado".

Na sessão também será abordada "uma proposta de lei relativa à defesa do consumidor" e a constituição de outra comissão de controle parlamentar sobre o Plano Especial de Intervenção, que prevê o reforço do poder de compra dos cidadãos perante a alta dos preços.

EFE mo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG