Javier Velásquez Quesquén, atual presidente do Congresso peruano, tomou posse neste sábado como primeiro-ministro em substituição ao renunciante Yehude Simon.

"Agora o país espera ordem e inclusão social e estou convencido de que o gabinete que Velásquez Quesquén presidirá cumprirá com esses objetivos devolvendo ao país confiança e otimismo", declarou o presidente Alan García antes da cerimônia de posse.

"Com Velásquez começará uma nova etapa na presidência do Conselho de Ministros", afirmou, por sua vez, a ministra do Interior, Mercedes Cabanillas ao anunciar a designação de Quesquén mais cedo.

"Tem experiência política e capacidade de diálogo, demonstrada no Congresso", completou a ministra.

A posse está programada para a noite deste sábado, segundo comunicado do palácio de governo.

A entrada no governo de Velásquez, um advogado de 49 anos, acontece no momento em que o governo do presidente Alan García busca solucionar uma série de conflitos sociais que provocaram recentemente greves, estradas bloqueadas e mobilizações que paralisaram o tráfego nas principais cidades do país.

rc/fp/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.