Presidente do Congresso colombiano cogita renunciar por escândalo

Bogotá, 20 out (EFE) - O presidente do Congresso da Colômbia, Hernán Andrade, disse hoje estar disposto a renunciar a seu cargo pelo escândalo gerado após ser divulgado que ele recebeu um empréstimo de dinheiro de um homem condenado por uma fraude milionária ao Estado. Em entrevista a veículos de comunicação locais, o legislador do Partido Conservador afirmou que o dinheiro recebido de Armando Cabrera, um dos responsáveis pelo desfalque à Caixa Nacional de Previdência Social (Cajanal), não foi usado na campanha política para o Congresso em março de 2006. Vou avaliar todos os detalhes, falar na Promotoria, e não descarto nenhuma decisão, mas quero ter tempo (...

EFE |

) para saber o que é o melhor para o Congresso e para mim", disse, após ser perguntado sobre uma eventual renúncia.

Andrade acrescentou que se reunirá com seus advogados e assessores tributários para avaliar a situação e dar as explicações sobre o destino final dos 250 milhões de pesos (US$ 125 mil) recebidos de Cabrera.

"Recorri a uma pessoa que emprestava dinheiro, me emprestou uma considerável soma, foram 250 milhões de pesos. Não sabia que ele era condenado quando me emprestou o dinheiro, mas o voltaram a vincular com fatos dolosos em Cajanal", afirmou. EFE fer/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG