Presidente do COI expressa apoio à China após terremoto

Pequim, 13 mai (EFE).- O belga Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), expressou seu apoio à China, que sediará os próximos Jogos Olímpicos e que se recupera de um forte terremoto de 7,8 graus na escala Richter que atingiu o sudoeste do país na segunda.

EFE |

Segundo a agência estatal "Xinhua", Rogge enviou carta ao presidente da China, Hu Jintao, expressando as mais sinceras condolências aos parentes das vítimas e manifestando o apoio do movimento olímpico ao país neste "difícil momento".

"É um desastre enorme, cuja escala só agora é conhecida. Sinto profundamente pela situação dos afetados e me uno em solidariedade ao povo da China", disse o presidente do COI na carta.

O COI também transmitiu suas condolências a Liu Qi, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog, em inglês).

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores chinês espera que a tragédia não atrapalhe os preparativos para o evento.

O Bocog confirmou que a tocha olímpica manterá a programação e passará por Sichuan, província mais afetada pelo terremoto. Alem disso, garantiu que nenhum dos estádios para os Jogos sofreu danos por conta do tremor - o pior no país em mais de 30 anos.

O Estádio Nacional de Pequim foi construído para agüentar tremores de até 8 graus na escala Richter. EFE abc/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG