Presidente do Banco da Venezuela anuncia renúncia

Caracas, 26 jan (EFE).- O presidente do estatal Banco da Venezuela, Eugenio Vázquez Orellana, renunciou hoje a seu cargo alegando problemas de saúde, no que é o terceiro pedido de demissão em dois dias no alto escalão do Governo venezuelano.

EFE |

Durante uma "reunião com seu pessoal de confiança" do banco, Vázquez Orellana anunciou sua saída do cargo, que exercia desde julho passado, informou o jornal "El Nacional", de Caracas, em seu site.

As mesmas fontes jornalísticas acrescentaram que Vázquez Orellana é homem de confiança de Ramón Carrizález, que renunciou ontem aos cargos de vice-presidente e ministro da Defesa da Venezuela.

Segundo o jornal de Caracas, a saída de Vázquez teria sido impulsionada por suas supostas "diferenças" com o ministro do Planejamento e Finanças, Jorge Giordani.

Giordani teria pedido ao ex-ministro das Finanças e atual representante da Venezuela no Banco Mundial, José Rojas, para assumir a Presidência do Banco da Venezuela, informou o "El Nacional".

O Governo venezuelano confirmou ontem a renúncia de Carrizález, um dos homens mais próximos ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, por razões "estritamente pessoais".

Pelos mesmos motivos "estritamente pessoais", também renunciou Yuribí Ortega, ministra do Meio Ambiente e esposa de Carrizález, segundo a imprensa local. EFE gf/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG