Presidente deposto da Mauritânia diz que recuperará o cargo

Argel, 16 nov (EFE).- O deposto presidente mauritano Sidi Ould Cheikh Abdallahi, que caiu após um golpe de estado militar em 6 de agosto, disse que recuperará seu legítimo posto de chefe de Estado, em entrevista publicada hoje pelo jornal argelino em língua árabe Echourouk.

EFE |

Durante a entrevista, concedida ao correspondente do jornal na casa da localidade natal de Abdallahi, Lemden, onde está sob vigilância militar, o presidente deposto explica que as condições de sua detenção são "corretas".

O deposto presidente, de quem o jornal publica uma foto na página inicial de sua edição on-line, só reclama do primeiro dia de detenção em uma espécie de calabouço em um quartel do Exército em Nuakchott, e considera sua transferência a Lemden como "simplesmente uma mudança".

No dia do golpe promovido por oficiais da guarda presidencial e outros da guarda nacional, Abdallahi foi detido em Nuakchott e, dois dias depois, levado a Lendem, situada 250 quilômetros ao leste da capital mauritana, onde permanece sob custódia militar.

Durante a entrevista, na qual aparece com roupas típicas do país e sentado no chão, Abdallahi diz que manteve encontros com os representantes da classe política que apóiam a legitimidade para a volta à ordem constitucional.

"Quando recuperar meu cargo, ao qual nunca abandonei, farei todos os esforços para colocar fim à crise no país", ressalta o presidente deposto.

Abdallahi, de 70 anos, qualifica o ocorrido em 6 de agosto de "golpe militar contra uma nascente democracia", e afirma que está fora de qualquer questão que vá a abandonar o posto de presidente, para o qual foi eleito pela população mauritana em março de 2007 por cinco anos.

"O povo da Mauritânia é o único depositário da soberania. Ele me elegeu para um período de cinco anos e, de fato, eu me considero o presidente eleito e legítimo. Não se questiona a renúncia", conclui.

EFE sk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG