Presidente de Uganda se reelege em eleição contestada

Candidato da oposição diz que não reconhece resultado da votação

Reuters |

AFP
Kizza Besigye acusa líder de Uganda de compra de votos

O presidente de Uganda, Yoweri Museveni, um líderes africanos há mais tempo no poder, venceu a eleição para um quarto mandato por uma margem enorme neste domingo, mas a oposição rejeitou o resultado. Os números da Comissão Eleitoral deram a Museveni 68% dos votos, contra 26 por cento a Kizza Besigye. A eleição foi realizada no dia 18 de fevereiro.

Descontente,  Kizza Besigye disse que valores enormes foram gastos para comprar votos e subornar funcionários nos locais de voto, candidatos na eleição parlamentar simultânea e autoridades eleitorais. "Uma eleição realizada neste ambiente não pode refletir a vontade da população. Por essa razão, rejeitamos o resultado da eleição e rejeitamos a liderança de Yoweri Museveni", disse Besigye em coletiva de imprensa.

Uma testemunha da Reuters disse que havia presença intensa de forças de segurança na capital, Campala. Soldados e policiais faziam patrulhas a pé e em veículos blindados de transporte de tropas, e policiais de choque se deslocavam em caminhões e veículos próprios da tropa.

    Leia tudo sobre: ugandaeleiçãopresidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG