Presidente de Madagascar pede retorno da ordem

O presidente malgaxe, Marc Ravalomanana, pediu neste sábado o restabelecimento da calma e da ordem a Antananarivo e ao restante de Madagascar, após a morte de pelo menos 23 manifestantes pela polícia e de outros 83 feridos, e acusou a oposição de ter passado dos limites.

AFP |

"Peço às forças da ordem e à população que se dêem as mãos para restabelecer a calma e a ordem em Antananarivo e em todo o país", declarou o chefe de Estado, em pronunciamento na TV nacional malgaxe.

"Eu dirijo minhas condolências às famílias dos que morreram", completou.

"O outro lado passou dos limites. Tudo isso aconteceu, apesar das negociações realizadas", continuou o presidente.

O primeiro-ministro Charles Rabemananjara anunciou, também em rede nacional na TVM, que o cessar-fogo noturno atualmente em vigor na capital seria prolongado por uma semana.

"Já é hora de falar e de ouvir", frisou.

gp/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG