Presidente de Israel pede que líder palestino não desista de reeleição

O presidente de Israel, Shimon Peres, pediu neste sábado ao líder palestino, Mahmoud Abbas, que volte atrás em sua decisão de não concorrer à reeleição no pleito marcado para 24 de janeiro. O apelo foi feito diante de uma multidão, em um ato público realizado em Tel Aviv para marcar o 14º aniversário do assassinato do primeiro-ministro israelense Yitzhak Rabin, vencedor do prêmio Nobel da Paz por seus esforços pela paz no Oriente Médio.

BBC Brasil |

Na quinta-feira, o presidente Abbas anunciou que não vai concorrer a um novo mandato nas eleições palestinas. Sua decisão teria sido motivada pela frustração com os esforços de paz e pelo fato de Israel se recusar a congelar os assentamentos na Cisjordânia - pré-requsito para que os palestinos retomem as negociações.

Na cerimônia deste sábado, Peres lembrou que ele e Abbas também participaram, ao lado de Rabin, do processo de negociação no início da década de 90, que culminou com o acordo de paz de Oslo. "Nós dois assinamos o acordo de Oslo", disse Peres. "Eu apelo a você como um colega. Não desista".

Os esforços pelo acordo de paz de Oslo, assinado em 1993, renderam um prêmio Nobel da Paz, dividido entre Rabin, Peres e o líder palestino Yasser Arafat.

Assentamentos

A expansão de assentamentos judaicos em territórios palestinos ocupados é apontada como a principal causa da decisão de Abbas de não concorrer a um novo mandato.

Analistas afirmam ainda que o presidente palestino se tornou parte integrante da estratégia americana e que suas tentativas de agir favoravelmente ao presidente Barack Obama, especialmente os esforços para o arquivamento do relatório Goldstone sobre crimes de guerra na ofensiva de Gaza, prejudicaram sua imagem entre os palestinos e podem ter influenciado sua decisão.

Tanto Abbas quanto Peres devem visitar o Brasil nos próximos dias.

O presidente israelense chega ao Brasil na terça-feira para uma visita de cinco dias. O líder israelense vai se encontrar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e passar por Brasília, São Paulo e Rio.

A visita de Abbas está prevista para a segunda quinzena de novembro.

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG