Presidente de Assembléia Geral da ONU virá na próxima semana à América do Sul

Nações Unidas, 25 jul (EFE).- O presidente da Assembléia Geral das Nações Unidas, o macedônio Srdjan Kerim, realizará na semana que vem uma visita oficial a Brasil, Chile e Argentina para promover as prioridades do órgão legislativo da organização internacional, informou hoje a ONU.

EFE |

A organização indicou, mediante um comunicado de imprensa, que Kerim partirá em direção a Santiago do Chile no dia 29 de julho para dar início à viagem de oito dias pelos três países da região.

Os objetivos da visita serão as prioridades da 62ª sessão da Assembléia, como a mudança climática, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, a reforma das Nações Unidas, assim como a estratégia antiterrorista da organização.

Após sua estadia em Santiago, o presidente da Assembléia Geral voará em 30 de julho para Buenos Aires, onde permanecerá por dois dias.

Em 1º de agosto, se deslocará a São Paulo, onde ficará até o dia 4, embora não tenha programados atos oficiais.

Kerim concluirá sua viagem à América do Sul no dia seguinte, com uma audiência em Brasília.

O presidente da Assembléia Geral deve reunir-se ao longo desta viagem com representantes dos três países, especialistas em política internacional e membros das missões das Nações Unidas, disse a ONU.

"Neste momento, é de particular importância fortalecer a participação dos países da região no trabalho da Assembléia Geral, já que seu próximo presidente procede da região", assinalou Kerim.

O mandato do ex-ministro de Exteriores macedônio à frente do órgão legislativo será concluído em setembro, quando será substituído pelo ex-chanceler nicaragüense Miguel D'Decoto.

Kerim ressaltou que a Assembléia Geral é o fórum onde a comunidade internacional pode adotar direções estratégicas e conseguir "amplos consensos" nos principais desafios enfrentados pelo planeta, como a mudança climática e a pobreza.

"Também é muito importante assegurar que todas as grandes regiões e cada um dos países-membros mantêm uma participação ativa, e por isso estas viagens são vitais", acrescentou.

A ONU apontou que o presidente da Assembléia Geral revisará nas conversas com seus anfitriões as diferentes propostas para reformar os órgãos das Nações Unidas e o progresso nos esforços para alcançar os Objetivos do Milênio até 2015.

A Assembléia Geral convocou para setembro uma cúpula sobre os Objetivos do Milênio coincidindo com a abertura da 63ª sessão do órgão legislativo, que acontecerá em 23 de setembro. EFE jju/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG