Presidente da Ucrânia promete resistir a consulta sobre entrada na Otan

Kiev, 10 jul (EFE).- O presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, recorrerá da sentença judicial que o obriga a convocar um plebiscito sobre a entrada na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

EFE |

"Certamente, o presidente recorrerá da decisão perante o Tribunal de Apelação", assegurou Igor Popov, subchefe da Secretaria Presidencial, segundo informam agências de notícias ucranianas.

Yushchenko considera "politicamente inoportuno colocar agora o assunto da convocação de um plebiscito sobre a entrada do país na Aliança Atlântica", apontou Popov.

O presidente já prometeu que convocará uma consulta popular sobre a entrada na Otan, mas diz que só fará isso depois que a Aliança convidar oficialmente a Ucrânia a ingressar.

Para o líder, a única forma de garantir a segurança e a paz no leste europeu é através da entrada dos países da região na Otan, o que encontra muita resistência dentro da Ucrânia.

A Otan acordou não acelerar, por enquanto, o plano para a adesão de Ucrânia e Geórgia - ao que se opõe frontalmente a Rússia -, mas sim aumentar a cooperação política e militar com ambos os países.

EFE bk/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG