Presidente da Ossétia do Sul dissolve o governo e proclama estado de emergência

O presidente da república separatista georgiana pró-russa da Ossétia do Sul, Eduard Kokoity, dissolveu o governo e declarou estado de emergência nesta região rebelde, informou o canal russo Vesti-24.

AFP |

"Ele assinou três decretos, um deles com a demissão do governo, outro com a proclamação do estado de emergência na Ossétia do Sul e o terceiro com a criação de uma comissão da emergência encarregada de liquidar as conseqüências da agressão georgiana", declarou Kokoity a este canal.

O presidente osseta reprovou seu governo por uma distribuição lenta da ajuda humanitária aos habitantes da Ossétia do Sul, enfatizando que um funcionário deve trabalhar para seu povo e não em benefício próprio.

A Ossétia do Sul, que pertence oficialmente à Geórgia, mas que autoproclamou sua independência em 1992 depois da desintegração da URSS, está determinada a obter sua seu reconhecimento, como que Abkházia, outra região separatista da Geórgia, depois do fracasso da operação militar georgiana para recuperá-la à força.

As estimativas do número de vítimas civis neste conflito variam segundo as fontes, e as autoridades russas e as separatistas ossetas falam de 1.500 mortos, sem precisar as fontes deste balanço.

mp/mcd/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG