Presidente da OSCE diz que Rússia violou princípios fundamentais da entidade

Helsinque, 26 ago (EFE).- O presidente rotativo da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), o finlandês Alexander Stubb, afirmou hoje que Moscou violou os princípios fundamentais desta entidade e condenou a decisão da Rússia de reconhecer a independência das regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

EFE |

"Da mesma forma que todos os Estados-membros da OSCE, a Rússia está obrigada a respeitar a soberania e a integridade territorial dos outros países", declarou Stubb em comunicado.

"A Rússia deveria retirar imediatamente todas as suas tropas da Geórgia e colocar em prática o acordo de cessar-fogo, incluindo as disposições expostas na carta de 16 de agosto do presidente francês, Nicolas Sarkozy", acrescentou.

Stubb, que também é ministro de Relações Exteriores da Finlândia, disse que a OSCE continuará vigiando no terreno o cumprimento do acordo assinado por Moscou e Tbilisi, para o qual a organização poderia enviar em breve até cem observadores para a Geórgia.

Além disso, o presidente da OSCE criticou o fato de a Rússia ter criado duas faixas de segurança em torno das regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, e afirmou que a retirada de tropas russas deve ser total.

"A comunidade internacional não pode aceitar zonas de segurança estabelecidas unilateralmente", concluiu. EFE jg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG