O presidente moldavo, Vladimir Voronin, pediu nesta sexta-feira à Corte Constitucional que ordene uma nova recontagem dos votos das eleições legislativas, cujos resultados favoráveis ao Partido Comunista no poder desencadearam violentos protestos.

"Estou convencido de que uma recontagem dos votos será o melhor argumento para manter a estabilidade política, a paz e a confiança mútua na Moldávia", afirmou Voronin em uma declaração por escrito envidada à Corte Constitucional.

O anúncio da vitória, com 50% dos votos, do Partido Comunista, do presidente Voronin, nas legislativas de 5 de abril deu lugar a manifestações que na terça geraram distúrbios, com o saque do parlamento, dezenas de feridos e quase 200 pessoas detidas.

Voronin acusou a vizinha Romênia de promover os distúrbios e ordenou a expulsão do embaixador romeno, o que provocou uma disputa diplomática delicada com o novo membro da União Europeia (UE).

str/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.