Presidente da Libéria diz que crise no Zimbábue desestabiliza região

Johanesburgo, 12 jul (EFE).- A presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, disse hoje que os países africanos devem enfrentar a crise do Zimbábue, pois até que a situação nesse país seja solucionada, toda a região sentirá os efeitos da instabilidade.

EFE |

Para Sirleaf, a África tem que se responsabilizar pela crise do Zimbábue e enfrentar as injustiças sofridas por seu povo, para conseguir que esse país se acerte e não afete os vizinhos.

"É nossa responsabilidade fazer frente às injustiças, onde quer que ocorram", afirmou Sirleaf, na Conferência Anual da Fundação Nelson Mandela, realizada hoje na cidade sul-africana de Soweto.

O Zimbábue vive um tenso clima político depois que seu atual presidente, Robert Mugabe, se proclamou vencedor das eleições presidenciais em que era o único candidato.

O opositor, Morgan Tsvangirai, resolveu se retirar alegando que seus partidários foram vítimas de uma campanha de violência empreendida pelo Governo do Zimbábue. EFE hc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG