Presidente da Islândia anuncia que deixará cargo neste ano

Olafur Ragnar Grimsson anunciou que não concorrerá à reeleição, que acontecerá em maio

Reuters |

Getty Images
Olafur Ragnar Grimsson: após 16 anos, presidente da Islândia não concorrerá mais à reeleição
O presidente da Islândia, Olafur Ragnar Grimsson, que por duas vezes convocou um referendo no país para derrubar um acordo de dívida com a Holanda e o Reino Unido, anunciou neste domingo que vai deixar o cargo em 2012, depois de 16 anos na função.

Grimsson declarou na sua mensagem de Ano Novo, transmitida pela TV, que ele não concorrerá à reeleição em maio.

Leia também:
Islândia chama embaixador dos EUA por investigação de deputada pró-WikiLeaks

Prefeito islandês se veste de drag queen para abrir festival gay
Campanha de islandês é uma piada, até ele ser eleito

Um dos poucos poderes do presidente na Islândia é se recusar a assinar projetos aprovados no Parlamento. Os textos assim precisam ir a referendo. Grimsson é o único presidente do país que usou essa prerrogativa.

Em março de 2010 e depois em abril do ano passado, os eleitores rejeitaram acordos da dívida da Islância com o Reino Unido e a Holanda. Na crise financeira de 2008, britânicos e holandeses tiveram contas bancárias congeladas na Islândia.

"É claro que os dois referendos deram às pessoas deste país mais autoestima, mostraram uma maneira de melhorar a democracia e despertaram a atenção e até a admiração de outros países", afirmou certa vez Grimsson.

No entanto, a controvérsia sobre a dívida tem prejudicado a recuperação econômica da Islândia e levanta dúvidas sobre a entrada do país na União Européia.

Todos os principais bancos comerciais da Islândia quebraram em uma semana durante a crise de 2008. A economia do país permanece frágil.

O credores do falido banco Landsbanki receberam a sua primeira compensação no mês passado.

O anúncio de Grimsson se dá depois de uma reforma do governo de centro-esquerda realizada na sexta-feira, depois da tradicional reunião de fim de ano entre o governo e o presidente.

(Reportagem de Omar Valdimarsson)

    Leia tudo sobre: islândiaOlafur Ragnar Grimssonpresidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG