O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, decretou estado de exceção na noite de quarta-feira para acabar com uma greve de motoristas de transporte de carga pesada que já dura três dias e provoca falta de combustível a nível nacional.

"Ordenei ao ministério de Governança (Interior) e Defesa Nacional que, apegados à lei e amparados por um estado de exceção, liberen o transporte pesado de mercadorias, desbloqueiem os recursos às centrais de geração elétrica e centros de distribuição de combustível", afirmou o presidente.

O estado de excepção contempla a eliminação de algumas garantias constitucionais como a livre circulação e organização, entre outros direitos.

Leia mais sobre: Guatemala

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.