Presidente da Geórgia nomeia novo primeiro-ministro do país

Tbilisi - O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, propôs, nesta sexta-feira, como novo primeiro-ministro do país Nikoloz Gilauri, 33, que foi o primeiro vice-primeiro ministro.

Redação com agências internacionais |

Caso sua candidatura seja aprovada na próxima semana pelo Parlamento, Gilauri substituirá Grigol Mgaloblishvili, que apresentou sua renúncia por motivos de saúde, nesta sexta-feira. A nomeação foi anunciada em comentários televisionados e sua aprovação é provável, porque o partido do presidente é maioria no parlamento.

"Foi uma reestruturação automática, o vice-primeiro-ministro foi nomeado primeiro-ministro. Não haverá mais mudanças no Governo. A Geórgia não se encontra em uma situação na qual se possa permitir experimentos", disse o chefe de Estado.

Saakashvili afirmou que, para escolher seu sexto primeiro-ministro, consultou outros membros do Governo, deputados e representantes da oposição.

"A Geórgia se encontra sob a ameaça de graves riscos econômicos e financeiros. Agora, o Governo deve trabalhar em um regime de Estado-Maior militar para impedir a entrada da crise global e manter a estabilidade", ressaltou.

Gilauri, que estudou nos Estados Unidos, assim como Saakashvili, atuou como ministro de Energia e de Finanças antes de assumir o posto de primeiro vice-primeiro-ministro, no início do ano.

Renúncia

Mgaloblishvili, de 35 anos, explicou em entrevista coletiva que terá que se submeter a tratamento nos próximos dois meses, o que o impedirá de exercer o cargo nestes tempos de crise.

"Eu lamento muito que atualmente, apesar de nossos esforços para superar os problemas causados pela crise financeira global e a agressão da Rússia, eu tenha viajado algumas vezes para me tratar nos últimos meses", disse o ex-primeiro-ministro. Na Geórgia, quem ocupa esse cargo é responsável pela economia.

Mgaloblishvili não deu detalhes sobre seu estado, mas em 31 de dezembro disse que ele viajou para a Alemanha para um exame médico por causa de problemas no rim.

Ele também disse que recomendou ao chefe de Estado Gilauri, seu representante mais importante, como substituto para o cargo.

Leia mais sobre Geórgia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG