Presidente da Eurocâmara quer G20 preocupado também com o social

Bruxelas, 14 nov (EFE).- O presidente do Parlamento Europeu, Hans-Gert Pottering, pediu hoje aos participantes da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes) medidas para criar um sistema sustentável e que respeite as obrigações sociais com base no modelo europeu.

EFE |

"Os principais participantes devem atuar, pois a crise financeira demonstrou que o mercado por si próprio não é suficiente para ter um sistema sustentável e durável", assinalou Pottering em comunicado sobre a cúpula de amanhã, em Washington.

O presidente da Eurocâmara e do grupo conservador do Partido Popular Europeu (PPE) ressaltou que a "liberdade precisa de regulação" e disse confiar que os representantes da UE na cúpula defendam os princípios da "economia social de mercado".

Sobre as reformas mais concretas e urgentes, Pottering considerou serem necessárias "regras mais claras, um marco regulador para os bancos e mais transparência e supervisão do sistema financeiro" Para o presidente da Eurocâmara, após ter desempenhado um "papel importante de estabilizador na crise", os países europeus tem agora a "oportunidade de assumir a liderança" em "condições de igualdade entre UE e Estados Unidos".

Pottering pediu aos participantes da cúpula que "não esqueçam" a situação dos países mais pobres e o objetivo "vital" de combater a mudança climática.

"Caso os Governos gastem milhões recuperando bancos, não devem ser os Estados os mais pobres do mundo a sofrerem as conseqüências", ressaltou. EFE mvs/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG