Presidente da Costa Rica se recupera após contrair gripe H1N1

SAN JOSÉ, Costa Rica (Reuters) - O presidente da Costa Rica, Oscar Arias, se recuperou após ter sido contaminado pela gripe H1N1 e retornará à sua rotina normal na terça-feira, informou o gabinete da Presidência nesta segunda-feira. Ele não virá trabalhar hoje, mas virá amanhã, disse Manuel Morales, porta-voz da Presidência da Costa Rica.

Reuters |

Arias, vencedor do prêmio Nobel da Paz de 1987, vinha trabalhando de casa desde a infecção por uma forma branda da gripe H1N1 há mais de uma semana.

O presidente da Costa Rica, de 68 anos, foi o primeiro chefe de Estado a ser infectado pelo vírus H1N1 que se tem notícia. A doença se espalhou pelo mundo desde abril e pode afetar cerca de 2 bilhões de pessoas, de acordo com autoridades médicas globais.

Arias foi considerado um caso de alto risco por ser asmático. Embora a maioria dos casos de gripe H1N1 no mundo não ter sido grave, pessoas com outras doenças são mais propensas a sofrer sintomas mais graves da doença.

No mês passado, Arias mediou negociações para tentar resolver a crise política em Honduras, onde o governo interino não reconhecido pela maior parte do mundo tem administrado o país desde o golpe militar que depôs o presidente Manuel Zelaya em 28 de junho.

As negociações fracassaram há três semanas diante do impasse do governo interino em restaurar Zelaya.

(Reportagem de John McPhaul)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG