Presidente da Costa Rica intermediará em crise de Honduras

Tegucigalpa, 7 jul (EFE).- O presidente da Costa Rica, Óscar Arias, será o mediador na crise em Honduras devido à deposição do deposto presidente Manuel Zelaya, anunciou hoje o novo governante hondurenho, Roberto Micheletti.

EFE |

Em declarações à imprensa, Micheletti disse que falou hoje por telefone com Arias e afirmou que "aceitamos que ele seja o mediador".

"Tomamos esta iniciativa do presidente da Costa Rica com grande satisfação", disse o novo governante hondurenho, acrescentando que Arias ofereceu para mediar e disse que também propôs que seu país seja sede do diálogo.

Micheletti destacou que "os altos quilates" de Arias como governante e Prêmio Nobel da Paz 1987 contribuirão para resolver a crise.

"Estou muito agradecido a ele, lhe disse que na data que ele considerar conveniente" será aberto o diálogo, disse.

Micheletti ressaltou que, neste processo, haverá "um diálogo permanente sobre todos os temas", relacionados à crise política.

No entanto, insistiu que "mantemos nossa posição" em relação a que sua escolha pelo Parlamento depois que Zelaya foi derrubado, em 28 de junho, foi constitucional e "também o não retorno do presidente Zelaya".

Micheletti reiterou que Zelaya cometeu diversas violações à Constituição e às leis hondurenhas, nas quais foi baseada sua deposição. EFE lam/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG