Presidente da Costa Rica explora no Brasil oportunidades em bioenergia

Brasília, 29 jul (EFE).- O chefe de Estado da Costa Rica, Oscar Arias, será recebido amanhã pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com quem abordará as oportunidades oferecidas pela bioenergia e, especialmente, o etanol produzido a partir de cana-de-açúcar.

EFE |

Arias chegará a Brasília hoje à noite, após uma escala no Rio de Janeiro, e, amanhã, será recebido por Lula no Palácio do Planalto, onde terão uma reunião privada à qual, depois, se incorporarão ministros de ambos os Governos.

O principal interesse do Governo costarriquenho, segundo o próprio Arias disse em San José, é conhecer a experiência brasileira com o etanol produzido a partir de cana-de-açúcar, um cultivo ao qual a Costa Rica dedica cerca de 50 mil hectares.

O Brasil ofereceu o conhecimento que acumulou durante três décadas na fabricação de etanol a toda a América Central, uma região que produz todos os anos cerca de cinco milhões de toneladas de cana.

Outro assunto na agenda bilateral será a Iniciativa Paz com a Natureza, apresentada por Arias no ano passado e que pretende somar esforços para evitar a degradação do meio ambiente mediante a promoção de modelos de produção sustentável.

Segundo fontes oficiais brasileiras, Lula também discutirá com Arias a intenção de acelerar as negociações para um acordo de livre-comércio entre o Mercosul e o Sistema da Integração Centro-Americana (Sica).

O Mercosul e o bloco formado por Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras e Panamá, que tem a República Dominicana como país associado, iniciaram essas discussões há mais de cinco anos, mas ainda não alcançaram progressos importantes.

O Brasil exerce durante este semestre a Presidência semestral do Mercosul e Lula anunciou que se propõe a avançar para um acordo com o Sica e, além disso, convocar uma cúpula da América Latina e do Caribe para dezembro, a fim de ampliar essas negociações.

Em sua visita ao Brasil, Arias estará acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Bruno Stagno, e Comércio Exterior, Marco Vinicio Ruiz, assim como pelo presidente-executivo da Refinadora Costarriquenha de Petróleo (Recope), José León Desanti, que se reunirão com autoridades brasileiras em matéria de etanol.

Brasil e Costa Rica coincidem em que a bioenergia constitui uma alternativa limpa ao petróleo, que barateia o gasto energético e, além disso, gera empregos no campo, com o que se coloca também como uma ferramenta no combate à pobreza.

Em Brasília, a delegação costarriquenha visitará ainda a sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com a qual se discutirá a assinatura de acordos de cooperação, voltados a melhorar a produtividade do campo na Costa Rica.

Na quinta-feira, o presidente costarriquenho visitará a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde também assistirá a um fórum que reunirá empresários de ambos os países.

No mesmo dia, almoçará com o governador de São Paulo, José Serra, e visitará a sede da Usina Moema, que produz etanol desde 1982.

Também na quinta-feira, Arias se encontrará com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de quem é amigo pessoal há mais de três décadas.

Na sexta-feira, viajará ao Rio de Janeiro, desde onde voltará à Costa Rica após uma série de atividades de caráter privado. EFE ed/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG