Presidente da Costa do Marfim dissolve governo

ABIDJAN (Reuters) - O presidente Laurent Gbagbo dissolveu o governo e a comissão eleitoral da Costa do Marfim nesta sexta-feira, depois de uma disputa sobre o recenseamento eleitoral que ameaçou atrapalhar o processo de paz da frágil nação. O governo está dissolvido. Hoje, pedi que o primeiro-ministro Guillaume Soro forme um novo governo até 15 de fevereiro, ele disse ao canal estatal RTI.

Reuters |

A dissolução aconteceu depois de uma decisão de Soro, nesta semana, de suspender o processo de registrar eleitores indefinidamente por causa do aumento das tensões, provocando dúvida sobre quando a já adiada eleição presidencial aconteceria.

As eleições são necessárias para encerrar anos de instabilidade e impasse depois da guerra de 2002 e 2003 que dividiu em dois um dos principais produtores de cacau do mundo, deixando o norte na mão de rebeldes.

O pleito foi adiado várias vezes desde 2005, mas foi marcado para o fim deste mês ou início de março.

(Reportagem de Tim Cocks e Ange Aboa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG