Presidente da Constituinte do Equador renuncia por discordar de partido

Quito, 23 jun (EFE) - O presidente da Assembléia Constituinte do Equador, Alberto Acosta, confirmou hoje que renunciou ao cargo a pedido da direção do partido ao qual pertence, Acordo País, por diferenças sobre o prazo para finalizar a redação da nova Carta Magna do país.

EFE |

Cercado por integrantes da assembléia de outros partidos e sem representantes do Acordo País, Acosta explicou que o motivo essencial de sua renúncia, a qual amanhã apresentará ao plenário da Assembléia, é sua oposição a "sacrificar" o "debate" e a "qualidade dos textos" constitucionais à "premência de tempo".

Ele afirmou que não provocará "uma disputa de poderes" nem "a mínima divisão" do partido Aliança País e do grupo do Acordo País na Assembléia, aos quais, disse, continuará pertencendo e apoiando como integrante. EFE cho/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG