Presidente da Chechênia anuncia fim de operação antiterrorista

Moscou, 25 mar (EFE).- O presidente da república autônoma russa da Chechênia, Ramzan Kadyrov, anunciou em entrevista coletiva concedida hoje que a operação antiterrorista lançada em outubro de 1999 na região terminará oficialmente nos próximos dias.

EFE |

Citado pelo site da "Rádio Moscou", Kadyrov acrescentou que "o terrorismo e os grupos armados receberam um golpe demolidor na Chechênia" e que, segundo os dados das autoridades locais, a guerrilha islâmica conta com "entre 50 e 70 homens", dos quais pouquíssimos são chechenos.

"A Chechênia é realmente uma das regiões mais tranqüilas da Rússia", disse o presidente checheno, segundo a agência "Interfax".

Na última sexta-feira, Kadyrov se reuniu em Moscou com o ex-presidente e atual primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, para informá-lo sobre a situação da república autônoma.

Foi exatamente Putin, quando de seu primeiro mandato como primeiro-ministro, que lançou a operação antiterrorista na Chechênia em outubro de 1999.

Os sucessos militares na república autônoma depois da derrota da Rússia na primeira guerra separatista (1994-1996) elevaram a popularidade de Putin e o permitiram vencer as eleições presidenciais antecipadas de março de 2000. EFE bsi/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG