Rio de Janeiro, 24 jul (EFE) - Coaracy Nunes, presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), disse à Agência Efe que está satisfeito com a preparação dos representantes da natação brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim. A delegação desembarcou hoje em Macau, onde fará um período de aclimatação antes de ir para a capital chinesa. O dirigente explicou que a maioria dos atletas realizou o treinamento no Brasil e só algumas etapas da preparação tiveram que ser realizadas no exterior.

"Nós realizamos alguns tipos de treinamento, como os de altitude, que obviamente não podemos fazer aqui no Brasil. Também participamos de eventos-teste na China", disse Coaracy, para quem o país "oferece toda a estrutura" para preparar os nadadores.

As declarações do dirigente foram concedidas hoje no Rio de Janeiro, em evento que apresentou a Casa Brasil, espaço dedicado a promover o país em Pequim.

O supervisor técnico da CBDA, Ricardo de Moura, está em Macau com os atletas e disse que a aclimatação fará com que os brasileiros se acostumem com clima, fuso horário e até alimentação.

"Claro que o básico é estar no mesmo fuso horário, mas é na aclimatação que o grupo se acostuma ao clima e à comida. O atleta ficou sozinho com o seu técnico durante muito tempo, logo, também é nesta hora que há uma troca de idéias, que são discutidas as estratégias para cada prova", disse.

A equipe fica em Macau até o dia 4, quando embarca para Pequim, sede dos Jogos deste ano. EFE plc/rd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.