Presidente da Belarus destaca necessidade de liberalizar economia do país

Moscou, 30 out (EFE).- O presidente da Belarus, Aleksandr Lukashenko, destacou hoje a necessidade de o país dar passos decididos para a liberalização da economia.

EFE |

"Neste momento é necessário fazer o que temíamos e avançar nesta direção. Não há nenhum perigo em que a economia seja mais livre", declarou Lukashenko, citado pela agência russa "Interfax", ao inaugurar uma reunião com alto cargos do Estado sobre política interna e exterior.

O presidente bielo-russo afirmou que, em qualquer caso, as autoridades não perderam as "alavancas de comando".

Acrescentou que espera um relatório do primeiro-ministro interino, Vladimir Semashko, "sobre a situação na economia e as ações do Governo ante a crise financeira mundial".

"Isto não nos afeta tanto, como ocorre com outros países. No entanto, não vivemos à margem dos demais e não devemos acreditar que tudo continuará da mesma forma bem", declarou o presidente bielo-russo.

Afirmou que, se em outros países as pessoas foram para os bancos para retirarem seu dinheiro, na Belarus "o povo confia no sistema bancário e graças a isto há estabilidade".

No último dia 20, após a União Européia suspender parcialmente suas sanções a Minsk, Lukashenko, ao qual Washington chamou de "último ditador da Europa", prometeu que seu país daria novos passos de abertura.

A UE suspendeu a proibição de entrada no bloco a Lukashenko e outros 30 altos funcionários bielo-russos, imposta em 2006.

Após seis meses, esta decisão será revisada pela UE para ver se aconteceram melhoras na Belarus, o único país do continente que ainda não é membro do Conselho da Europa. EFE bsi/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG