Presidente da Autoridade Palestina reconhece os erros do Fatah

O presidente palestino, Mahmud Abbas, reconheceu nesta terça-feira que seu partido, o Fatah, reunido em Congresso na Cisjordânia, cometeu erros que provocaram sua derrota frente ao movimento radical Hamas, de Gaza.

AFP |

"Devido ao bloqueio do processo de paz (com Israel), mmas também por culpa de nossos erros, alguns de nossos comportamentos rejeitados pelo povo, nossos poucos resultados, nosso afastamento do sentimento das ruas e nossa falta de disciplina, perdemos as eleições legislativas (em 2006) e depois perdemos Gaza", declarou Abbas ante os delegados de seu partido reunidos em Belém, no primeiro Congresso do Fatah em vinte anos.

"Estivemos a ponto de perder o que restava da Autoridade Palestina, mas resistimos, aguentamos e tomaos iniciativas. Preservamos a Autoridade em vez de entregar tudo à ocupação (israelense) e trabalhamos dia e noite para restabelecer a segurança (na Cisjordânia), quando esta tarefa parecia impossível", acrescentou.

Durante este Congresso de três dias em Belém, na Cisjordânia, cerca de 2.300 delegados devem renovar o Comitê Central e o Conselho revolucionário, principais instâncias do Fatah, e adotar um novo programa político.

Fundado em 1959 pelo hoje falecido líder histório Yasser Arafat, o Fatah monopolizava o poder dentro da Autoridade Palestina desde 1994 antes de ser derrotado nas legislativas de 2006 pelos islamitas do Hamas que o expulsaram à força de Gaza em junho de 2007.

O Fatah é também tido por muitos palestinos como responsável pela corrupção e a insegurança nos territórios palestinos antes de a Autoridade palestina decidir combatê-los seriamente nos últimos anos.

O Congresso será apenas o sexto do Fatah, o último tendo sido realizado em Túnis, em 1989.

na-ezz/pa/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG