Presidente da Assembleia Geral da ONU apoia greve de fome de Evo Morales

Nova York, 9 abr (EFE).- O nicaraguense Miguel DDecoto Brockmann, presidente da Assembleia Geral da ONU, expressou seu apoio ao presidente da Bolívia, Evo Morales, que declarou-se hoje em greve de fome.

EFE |

O objetivo do protesto é exigir ao Congresso Nacional a aprovação da lei eleitoral necessária para convocar o pleito geral de 6 de dezembro.

D'Decoto, sacerdote católico e ex-chanceler sandinista, divulgou nota mostrando seu "apoio total" a Morales, "para que o Congresso de seu país aprove uma lei que dá maior representatividade aos setores desfavorecidos de seu país".

O Congresso Nacional da Bolívia realiza desde a quarta-feira uma longa sessão para tentar aprovar um polêmico regime eleitoral transitório estabelecido na nova Constituição que mantém em conflito o Governo e a oposição.

O líder esquerdista disse que se sente obrigado a assumir esta medida, também adotada pelos movimentos sociais que o apoiam, frente à "negligência de um grupo de parlamentares neoliberais" que impede a aprovação da lei eleitoral.

A oposição argumentou que o projeto de lei como o Governo coloca dá vantagem à reeleição de Morales. EFE emm/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG