Presidente chileno Sebastián Piñera visita Argentina e Brasil

SANTIAGO (Reuters) - O presidente chileno, Sebastián Piñera, fará na quinta-feira sua primeira viagem internacional desde que tomou posse, há quase um mês, com uma visita à Argentina e ao Brasil antes de ir no fim de semana aos Estados Unidos para um reunião com o presidente Barack Obama. Piñera, um milionário de centro-direita, visitará Buenos Aires, na manhã de quinta-feira, e São Paulo, à tarde, com o objetivo de conquistar o interesse do setor empresarial para a reconstrução do Chile, depois do terremoto e dos tsunamis que atingiram o país em 27 de fevereiro.

Reuters |

"Naturalmente, com a quantidade de coisas a arrumar e construir, vamos ter uma grande atividade pela frente e isso vai significar concessões, contratos de serviços, arquitetura", disse a jornalistas o ministro das Relações Exteriores do Chile, Alfredo Moreno.

"De tal maneira que aqueles (empresários) que tenham interesse em participar poderão fazê-lo (...) Isso vai acontecer tanto na Argentina como no Brasil", acrescentou.

O governo estimou que o terremoto de magnitude 8,8 e os tsunamis posteriores deixaram quase 500 mortos identificados, centenas de desaparecidos e perdas estimadas em 30 bilhões de dólares.

Depois da rápida passagem por Buenos Aires e São Paulo, Piñera começará na sexta-feira uma visita oficial de Estado ao Brasil, onde tem agendada uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outras autoridades.

O presidente chileno viajará no fim de semana aos Estados Unidos para participar da cúpula mundial sobre segurança nuclear, que acontecerá entre 12 e 13 de abril, em Washington.

(Reportagem de Antonio de la Jara e Bianca Frigiani)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG