Presidente chileno pede desculpas por frase polêmica na Alemanha

Em livro de visitas de honra na Alemanha, Sebastián Piñera escreveu frase vinculada ao nazismo e provocou mal-entendido

Reuters |

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, pediu na segunda-feira desculpas por ter escrito uma frase no livro de visitas de honra na Alemanha vinculada ao nazismo, lamentando o mal-entendido provocado. 

A confusão gerada durante um encontro do presidente sul-americano com seu colega alemão, Christian Wulff, foi amplamente divulgada pelos meios de comunicação chilenos.

Piñera explicou que, durante sua última viagem pela Europa, evocou a frase "Deutschland uber alles" (Alemanha acima de tudo) ao se referir à unificação alemã, ignorando que tivesse outra conotação.

"Não tinha nenhuma consciência de que essa frase pudesse estar ligada a um passado obscuro de esse país e, portanto, lamento e peço desculpas sobre esse caso", disse Piñera durante um evento com empresários.

A frase foi retirada do hino alemão por estar identificada com o regime nazista de Adolf Hitler.

O presidente chileno acrescentou que sua intenção era de agradecer a ajuda da Alemanha depois do devastador terremoto ocorrido em fevereiro deste ano no Chile, assim como o apoio em relação ao resgate dos 33 mineiros soterrados em uma mina no deserto do Atacama.

    Leia tudo sobre: chilealemanhasebastián piñerafrase nazista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG