Presidente boliviano pede às Farc que deixem as armas

O presidente boliviano, Evo Morales, declarou, nesta quarta-feira, que espera que as Farc deixem as armas e se transformem em um partido político, em entrevista à rádio colombiana Caracol, de Nova York, onde se reuniu com o presidente Alvaro Uribe.

AFP |

"Estamos em tempos de transformações e revoluções profundas na democracia. Meu grande desejo é que as Farc se transformem em um partido político, e o governo os reconheça como um partido eleitoral", afirmou Morales, ao fazer um balanço do encontro com Uribe.

Os dois presidentes aproveitaram sua participação na Assembléia-Geral da ONU para se reunir, nesta terça-feira.

Morales agradeceu ao presidente colombiano o apoio dado a seu governo para estabilizar a atual crise na Bolívia e destacou que ambos esperam voltar a se reunir em meados de outubro, na cúpula presidencial da Comunidade Andina, que deve ser realizada no porto equatoriano de Guayaquil.

Nessa reunião, a agenda se concentrará nas negociações da CAN com a União Européia (UE), completou Morales.

hov/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG