Buenos Aires, 14 jan (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, agradeceu a todos aqueles que se preocuparam com sua saúde, ao reaparecer hoje em um ato público após vários dias de repouso por uma indisposição que a obrigou a adiar suas viagens a Cuba e Venezuela.

Cristina, quem assistiu à assinatura de acordos com os setores agropecuário e de maquinaria agrícola, negou os rumores de que desmaiou na quinta-feira passada, quando seu médico lhe diagnosticou uma lipotimia e recomendou que ela permanecesse "em cama" até ontem.

Ela disse que sofre de pressão baixa "crônica", à qual se somou "um quadro de desidratação" pelas altas temperaturas do verão e estresse "por muita atividade".

"Esperemos que não haja muito calor", disse a presidente argentina, que no próximo domingo chegará a Havana para cumprir a visita oficial que planejava iniciar no mesmo dia da semana passada.

Depois de sua visita a Cuba, ela irá à Venezuela. EFE alm/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.