Presidente argentina fará primeira visita de Estado ao Brasil em setembro

Brasília, 29 ago (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, visitará o Brasil no próximo dia 7, para assistir aos atos do Dia da Independência, e permanecerá até o dia 8, quando encerrará sua primeira visita de Estado ao país, confirmaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Cristina assistirá junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao desfile cívico-militar que será realizado em Brasília no dia 7 de setembro, em comemoração aos 186 anos da independência do Brasil, explicaram à Agência Efe fontes da Presidência.

A governante argentina foi convidada por Lula para participar dos atos durante o encontro que tiveram em Buenos Aires em 4 de agosto, ao qual se uniu na última hora o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

Cristina aproveitará a ocasião e permanecerá em Brasília até o dia 8 de setembro, para cumprir sua primeira visita de Estado ao país desde que assumiu o poder, em dezembro do ano passado.

As fontes consultadas pela Efe disseram que até o momento não existe informação sobre uma possível chegada de Chávez a Brasília na mesma data, como afirmaram alguns meios de comunicação brasileiros e argentinos.

A embaixada venezuelana em Brasília também não confirmou que Chávez planeje viajar para Brasília no dia 7 ou 8 de setembro.

Após o encontro dos três chefes de Estado em Buenos Aires, fontes argentinas anunciaram que Cristina, Lula e Chávez se reuniriam novamente no dia 6 de setembro, em Recife, mas essa reunião foi cancelada, segundo a Presidência brasileira.

Chávez, por sua vez, disse há 15 dias que planejava se encontrar com Lula no dia 11 de setembro no "norte do Brasil", mas esse encontro também não foi confirmado.

Segundo as fontes consultadas pela Efe, os Governos do Brasil e da Venezuela trabalham para um possível encontro de Lula e Chávez no final de setembro, em Manaus, do qual também poderiam participar os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e do Equador, Rafael Correa.

EFE ed/ab/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG