Argel, 29 out (EFE).- O presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, anunciou hoje uma revisão parcial e limitada da Constituição, que precisará ser aprovada pelo Parlamento e que abriria as portas para o chefe de Estado se apresentar a um terceiro mandato nas eleições presidenciais previstas para abril.

Em discurso durante a abertura do ano judicial, o chefe de Estado argelino disse que a escolha pela via parlamentar não significa que abandone a idéia de organizar um plebiscito popular sobre o assunto, que originou um grande debate político na Argélia durante os últimos meses. EFE sk/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.