Pristina, 8 jan (EFE).- O presidente da Albânia, Bamir Topi, se transformou hoje no primeiro chefe de Estado a visitar a antiga província sérvia do Kosovo desde que declarou sua independência, em fevereiro do ano passado.

Topi foi recebido com honras e durante sua visita de dois dias se reunirá com a cúpula do autoproclamado Estado.

Em pronunciamento, pediu uma investigação internacional sobre os eventos violentos no norte do Kosovo, de maioria sérvia, onde na semana passada oito pessoas ficaram feridas em um incêndio proposital.

"Os incidentes no norte têm um cenário ultra-nacionalista e é evidente de onde vêm. É muito importante investigar por que ocorreram, de onde procedem e quem os inspira", disse.

Mais de 50 países reconheceram a independência do Kosovo, enquanto que a Sérvia, apoiada pela Rússia, rejeita com firmeza esse passo e reivindica o território como parte integrante de seu território. EFE am/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.