Presidente afegão volta a denunciar violência contra civis

Sete anos depois dos atentados contra o World Trade Center, o presidente afegão Hamid Karzai agradeceu à comunidade internacional a ajuda na luta contra o terrorismo, mas acrescentou que este combate está provocando muitas vítimas civis no país.

AFP |

"Não é justo apenas reduzir o número de vítimas civis, é preciso acabar com este problema", afirmou Karzai.

Atualmente o governo afegão e as forças da coalizão, lideradas pelos americanos, discutem o tema das vítimas civis, causadas especialmente pelos bombardeios das forças internacionais que combatem os talibãs.

"Fizemos uma longa viagem de sete anos e, graças a Deus, o Afeganistão progrediu muito", afirmou o presidente Karzai ao destacar o papel dos Estados Unidos, que derrubou ogoverno talibã em Cabul, aliado da Al-Qaeda, depois dos atentados de 11 de setembro de 2001.

"Infelizmente, desde então, o Afeganistão tem sofrido muitas punições", acrescentou.

Um bombardeio americano no dia 22 de agosto na região oeste do país provocou tensão entre afegãos e as forças de coalizão, já que Cabul e a ONU afirmaram que 90 civis morreram, enquanto as forças dos Estados Unidos divulgaram um balanço 30 a 35 talibãs mortos e cinco a sete civis.

bur/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG