Nações Unidas, 24 set (EFE).- O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, advertiu hoje perante a Assembléia Geral da ONU que o aumento das vítimas civis em seu país danifica a legitimidade da luta antiterrorista.

"As continuas baixas prejudicam a legitimidade da luta contra o terrorismo e a credibilidade do povo afegão perante a comunidade internacional", afirmou Karzai na 63ª Assembléia Geral das Nações Unidas.

Karzai, que disse também que o terrorismo e a insegurança incidem no crescimento econômico de seu país, agradeceu aos doadores internacionais pela assistência dada a favor de suas reconstrução e desenvolvimento.

Uma comissão investigadora afegã, que conta com o apoio da ONU, divulgou recentemente que, em agosto, uma operação aérea americana matou 90 inocentes, entre eles 60 crianças.

Ao longo do ano, morreram mais de três mil pessoas devido à violência no Afeganistão, tanto em combates entre as forças estrangeiras e os insurgentes como em bombardeios e atentados. EFE emm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.