CABUL (Reuters) - O presidente afegão, Hamid Karzai, disse nesta segunda-feira que a segurança na capital Cabul estava sob controle após uma série de ataques que atingiram o centro da cidade. O presidente afegão quer assegurar os habitantes de Cabul que a situação de segurança está sob controle e a ordem está instaurada mais uma vez, dizia Karzai em comunicado.

Integrantes armados do Taliban, alguns com coletes com bombas, lançaram um ataque coletivo em prédios do governo no centro de Cabul nesta segunda-feira, numa nova demonstração da difícil situação de segurança na cidade.

Ainda não foi estabelecido um número de mortos, mas a aparente facilidade com que os militantes infiltraram no centro da cidade é sinal dos desafios ainda enfrentados pelo presidente Hamid Karzai.

Foi o pior ataque à cidade em quase um ano.

Tiroteios e explosões foram ouvidos em diversas regiões da capital, e uma coluna de fumaça saía de um shopping center, centro dos ataques.

Ao meio-dia, o principal ataque ao palácio presidencial e prédios de ministérios no centro da cidade parecia ter sido controlada, com bombeiros infiltrados no shopping center, incendiado e rodeado por policiais e oficiais de segurança.

Durante a troca de tiros, um carro-bomba suicida explodiu ao lado de fora de outro shopping center próximo, matando policiais e oficiais de segurança, informou uma fonte da segurança. Outra explosão foi registrada em um cinema algumas centenas de metros do local.

O Taliban disse que 20 de seus combatentes estavam envolvidos nos ataques, que tinham como alvo o palácio presidencial, o Ministério da Justiça e o Ministério da Mineração, e o prédio administrativo do governo, todos aglomerados no centro da cidade.

(Reportagem de Jonathon Burch, Sayed Salahuddin, Hamid Shalizi, Golnar Motevalli, Sue Pleming e Emma Graham-Harrison)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.