Presidência tcheca da UE denuncia protecionismo de Sarkozy

A presidência tcheca da União Européia denunciou nesta sexta-feira uma suposta tentativa do chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy, de usar a crise financeira para adotar medidas protecionistas na indústria automobilística francesa.

AFP |

"As tentativas de utilizar a crise financeira para introduzir formas de protecionismo correm o risco de desacelerar e pôr em perigo a reativação da economia européia e a confiança dos consumidores e investidores", declarou o primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, através de um comunicado.

"O presidente francês deseja proteger os interesses de seu país, e eu, enquanto primeiro-ministro tcheco e presidente do Conselho Europeu, defenderei o princípio das mesmas regras para todos", acrescentou Topolanek.

Durante uma entrevista, na quinta-feira, Sarkozy comentou sobre sua intenção de ajudar o setor automotivo francês, que passa por dificuldades, mas advertiu as montadoras contra transferências de suas fábricas para outros países.

sof/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG